Seja bem vindo ao Mato e Cia. Aqui você encontrará materiais destinados ao curso de graduação em Engenharia Florestal e áreas afins. As fotos podem ser utilizadas, mas não se esqueça de mencionar o blog como fonte.







quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Estudo da Fragmentação Florestal No Vale do Café Sul Fluminense.



A ocupação do Vale do rio Paraíba do Sul na região Sul fluminense está associada principalmente, ao ciclo do café (SILVA, 2002). Nesse período, o lugar até então pouco explorado e com grande quantidade de matas virgens se transformou em imensos cafezais (MUAZE, 2011). Os Barões do café desmatavam e exploravam as terras até o esgotamento do solo. Nesse ponto, o plantio improdutivo era abandonado em detrimento de outras áreas cobertas com matas e um solo fértil (SILVA, 2002). Atualmente, a situação da Mata Atlântica que resta na região não difere daquela de toda a extensão do bioma: apresenta-se como um mosaico de vegetação fragmentada em função do uso e ocupação desordenada do território (RIBEIRO et al., 2009). A fragmentação florestal pode ser estudada pela Ecologia da Paisagem. Esta, utiliza feições espaciais observáveis e mensuráveis, para caracterizar as condições, desenvolvimento e mudança temporal dos fragmentos florestais (TURNER & GARDNER, 1991). Este trabalho traz uma caracterização quantitativa dos fragmentos florestais da região do Vale do Café buscando subsidiar tomada de decisão quanto às ações de conservação e preservação dos recursos naturais desta região.

ACESSE O TRABALHO COMPLETO APRESENTADO NO III SIMPÓSIO DE PESQUISA EM MATA ATLÂNTICA: http://simposio.izma.org.br/pdf_2014/23.pdf